Monday, September 07, 2009

Sapato-de-Moleque - Thomas Gabriel

Muma - 2002 - Thomas falando poesia

a capa do primeiro livro do Thomas

o livro com a poesia título - sapato de moleque


O calçado furou, o menino ficou
muito brabo.
Teve que comprar um novo sapato-de-
moleque!!!
.
..........."sempre" baixo astral
baixo astral sempre está com ele
só se anima com "mal astral bem",
mas quando o astral chama...
.
..........."menino-mal"
ele é sempre assim, não tem respeito,
não é comportado e fica mal-humorado.
Vive apanhando... nossa chega.
.
THOMAS GABRIEL
Thomas Gabriel tem - hoje - vinte anos, aos dez anos "editou" seu primeiro livro artesanal com papel A4 dobrado, e colocou meu nome como - editora - "publicou" um livro com um único poema. Aos treze anos ele chegou emburrado pois foi elogiado na aula de Literatura e o colega bateu o pé diante da sala inteira jurando que eu havia escrito a poesia - uma imitação de Brecht. Fui ler a poesia e fiquei de queixo caído. Perguntei se ele topava fazer uma oficina que estava para começar lá no MUMA, com o poeta Fernando Karl. Foi assim que ele escreveu 40 poesias e encerrou - por ora - sua trajetória de poeta - prefere as bandas de rock e seu time Atlético. Vez por outra diz que vai voltar a escrever. Eu quero mais é que ele seja feliz e nem sempre quem escreve é. Espero também que seja um vaticínio e que um dia eu possa publicar o livro do meu moleque. Ele criou um - mal astral bem - como será isto? E a poesia tem este toque de Emily Dickinson que eu também utilizo muito - traços, travessões... eu sou uma mãe coruja!