Monday, November 07, 2005

michelle horst

















Quero uma frase aguda
De tinta e aço
Tatuada na testa
Um prego
Um palíndromo
Que surgisse no espelho


Uma frase
Uma palavra
Um grito
Um grunhido
Um risco


Pra desmantelar todo conceito construído torto
Desconstruir
Desaprender pra sempre
A pessoa que você não é


Uma oração
Na contramão do verso
Que subvertesse o mandamento
E me fizesse
Desamando, amar


Um vocábulo seco, duro
Que me mandasse
A cada imagem refletida
Amar ao próximo
Muito menos que a mim mesma

Michelle Horst - Curitiba (PR)