Thursday, August 09, 2007

GIL BRANDÃO

Um daqueles dias em que o céu dói nos olhos da gente.
A luz passava em ondas através do vestido que ela usava.
Ela flutuava: etérea, lancinante.
Uma imagem com sabor de ameixas e vinho seco.
Tão fugaz que minha lembrança se perdeu no tempo
fundindo em silêncio alegria e maldição.
GIL BRANDÃO
Curitiba-PR

http://www.meuparedro.blogger.com.br/