Thursday, August 09, 2007

LUCIANA CAÑETE










.

.
Delmira Agustini
Montevidéu, 1886 - 1914


Não sou suicida
............ para Delmira Agustini
.
Se Sylvia, se Virginia
Se Florbela ou Ana Cristina,
Delmira não.
Onde estas sucumbiram -
na asfixia de seu desconforto,
no rio mergulhado com demasiada profundidade,
no eterno sono veronal,
no vôo livre e descendente -
ela, num ímpeto de saber-se quem era
recusou a morte em vida,
a sepultura matrimonial.
Borboleta catalogada:
se despregou do quadro e voltou a imprimir
movimento às asas, Suas
.
O vôo,
ainda que breve
foi bravo
LUCIANA CAÑETE
Curitiba - PR
..

Poesia retirada do mural poético BEATRIZ - número 2. O poeta Rodolfo Brandão é o editor de um novo mural de poesias - BEATRIZ .