Monday, February 27, 2012

Sobrou o cinema...



Quando eu era adolescente eu nunca assistia ao Oscar, por uma norma da casa a televisão era desligada às dez da noite. Sempre via o replay no sábado à tarde. Não tinha a mesma emoção de acompanhar a cerimônia ao vivo, mas, como sempre amei o Cinema, eu assistia e foi assim que o Oscar sempre fez parte da minha vida. Quando fui viver na minha própria casa, incorporei o ritual, ficar acordada madrugada adentro para conhecer os vencedores e viver ao vivo o desenrolar da festa. Ontem dormi no sofá, mas, tentei. Vi quase toda a cerimônia do Oscar, creio que só perdi a entrega do prêmio de melhor diretor e melhor ator. É certo que nada é perfeito e não dá para entender o prêmio de melhor canção. Mas, nós brasileiros somos mesmo especiais. Seguimos com esta constelação de ótimos músicos, samba, bossa-nova e nossos monstros sagrados. Não é um Oscar mal direcionado que vai apagar o brilho da nossa alma musical.
O cinema e sua magia ainda é uma das poucas nuances poéticas que tocam a nossa vida.
Está cada dia mais difícil tocar o âmago da Beleza, traduzi-la. Por isto todos se extasiam quando alguém atira diante dos olhos todo o nosso desejo personificado.