Friday, November 07, 2014

da beleza
























sempre vi beleza
onde não havia
mãos atadas
a refletir nas paredes
- pássaros -

a cada olhar de aço
- lâmina fria -
espada kamikaze
a matar-me

a luz da lâmina
cai na parede
esconde o sangue
de mil mortes quietas

sempre vi beleza
onde não havia
em cada amor
em cada travessia

minha sombra
nas paredes
a denunciar-me:
- pássara -

Bárbara Lia