Friday, July 10, 2015

Amor tamanho único




sempre volta aquele poema do Leminski
A arte do chá, do amigo "que chegou a esmo
praticamente não disse nada
e ficou por isso mesmo"
ser poeta é entrave
a gente solta palavras como pipas
espalhadas em um céu de cimento deste inverno
e não conseguimos dizer a quem amamos
que nosso silêncio é este estardalhaço de signos
e os enleamos nas nossas linhas
melhor calar tudo e dizer apenas...
- eu só quero ficar
em silêncio ao teu lado
em silêncio sempre
até que um possa
entrar no silêncio do outro
como aquela chama viva
que flana
quando estamos
frente a frente -