Sunday, February 05, 2006

ancorando estrelas

ilustração - claude théberge

ANCORANDO ESTRELAS


Sonhei com Dian Fossey.
Aquela que vivia entre orangotangos.
Comprarei um peixe dourado


e sorrirei para ele
no café da manhã.
Poetas são marinheiros,


a diferença é que seus portos são estrelas
e nunca ancoram
no meu coração – cais.


Aparição sonhada:
Teus olhos negros na soleira.
Seremos dois a sorrir para o peixe dourado.

BÁRBARA LIA