Sunday, July 22, 2007

PLANOS POÉTICOS





Para alguns poetas em Curitiba, o porão do Wonka Bar acabou por tornar-se uma Confeitaria Richmond. Algum dia vai figurar em livros, tal qual a Richmond que Borges frequentava, ou London City, onde Cortázar escreveu "Os Prêmios". Algum dia será lembrado como o bar onde Maiakóvski trafegava entre a fumaça revolucionária, o "Cão Vadio". Ou, o café "A brasileira", onde Fernando Pessoa vivia.
Quando o poeta Mário Domingues anunciou o projeto Porão Loquax em uma parceria com Ieda Godoy do Wonka Bar, eles atiraram uma semente em um porão. A poesia nossa de cada dia ganhou um dia sagrado - as terças-feiras. Desde a primavera de 2.005 o projeto Porão Loquax segue dentro de sua linha independente. Em seu palco estiveram músicos, atores, poetas, escritores... Com uma doçura anárquica, os idealizadores nunca rebaixaram o nível da Poesia. Este momento é único, passa longe das escolhas afetivas que permeiram algumas Instituições, sem se preocupar com apadrinhamentos ou qualquer outro tipo de atitude que pudesse figurar um mínimo de discriminação. Os poetas encontraram um palco, um espaço para suas poesias, músicas e interpretações.
BÁRBARA LIA
Terça-feira, dia 24 de JULHO de 2.007, 22H
Celebração da poesia feita em Curitiba:
Leitura dos poetas e inauguração dos painéis de poesia que ficarão por seis meses no Porão Loquax,  a cada seis meses os painéis homenagearão poetas locais.
Wonka Bar
Rua Trajano Reis, 326
Curitiba
fone (41) 3026.6272
entrada - R$-1,99