Saturday, August 23, 2008

Agosto Feminino II

Rebecca Loise - por Mariana Alves




Rebecca Loise:

Aceita estes galhos mortos

..



Aceita estes galhos mortos
colhidos no cimento ácido.
Quiçá as solas dos pés
rachados
ajudam-me a fuga deste monólogo.
Doem em ti as rosas?
Perfuram-te as âncoras
de um amor que manifesta o labirinto?
Os caminhos dançando a valsa.
A cortesia da textura das pétalas
era para servir a tua raiva da entrega:
teu coração em vitrine.
A bailarina de mim te concedendo
a paralisia.
Tu estátua jacente,
revelando o desconhecido do imediato.
Que é preciso o abismo
tu nunca ousaste entender?
Que assim há o casamento
da eternidade com a respiração mortal
tu nunca ousaste sentir?
Se rosas não te enfeitam,
aceita estes galhos mortos
colhidos no cimento ácido.
Dissolverei o labirinto
ao declarar que me encontro perdida.
Não há qualquer rumo
quando se dorme os sentidos,
quando o silêncio de uma protagonista voz
sequer se ouve interpretando o seu papel.
Aceita estes galhos mortos.