Sunday, November 15, 2009

estante #29


Um simples atraso

.
"Não canterei o riso que não rira
E que, se risse, ofertaria aos pobres"
Carlos Drummond de Andrade


.
Cheguei atrasado para a festa da vida e da morte.
Cheguei em companhia de quem nem conhecia. Mas, mesmo assim, mesmo estando só, mesmo estando só de passagem, fizeram-me esperar à porta.
O riso, não celebrado, não aconteceu de novo.
E tudo ficou tão tarde. Desejei passear um pouco lá fora e acompanhar o cortejo das árvores.
Tranquei-me sujo com o mijo escuro da noite.
Tranquei-me com mil pássaros.
Tranquei-me com um pouco da própria carne entre os dentes.
Meu medo, enfim, por fim, sem riso celebrado, desencabulou-se e saiu de casa. Foi apanhar-me no meio da rua.
Bernardo Brayner
Exercício de Morrer
Editora LivroRápido, 2005