Friday, May 13, 2011

A flor dentro da árvore

“Até que os serafins acenem com seus chapéus brancos”


Não nasci para resfriar o mundo
Neste lerdo cortejo de omissões
Estas palavras interditas
Suspensas

Não vim quebrar as pernas do sol
Silenciar cada bemol
Não vim para arrebentar o anzol
Do velho de Hemingway

Sou mar e trovão no coração
Nasci para amar sem lastro
Para dançar no pátio
It is my way

Bárbara Lia

do livro no prelo - A FLOR DENTRO DA ÁRVORE