Tuesday, July 19, 2011

21 gramas



Sempreviva
aos
Sempremortos:



Rasguem as encíclicas
as leis e as ordens


Mudem o cardápio da alma


A cada manhã
Meio copo de poesia
Panquecas de sol molhadas
Na clave de Fá
Salpicadas do orvalho
De Shangrilá



Bárbara Lia
Cigarras no Apocalipse
21 gramas / 2010
 
 
capa - Rogério Teruz
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Poetas gozam


Cenas açucenas

Lençol de Kandinski

Que cobre

O sangue coagulado

Da humanidade ferida

A esconder a realidade

Que rasga suas almas

De madressilvas

Bárbara Lia
Noon
21 gramas /2010
capa - fotografia - Mel Bandeira
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Sean Connery e eu

Sean dança comigo
Na casa suspensa
De janelas andantes
Cercada de sóis

Sean sorri girassóis
Liberta todos os bemóis
Da orquestra das estrelas

Gestos dele – Iluminura –
Rei Arthur em sua armadura
Cavalga o silêncio
Atravessa pontes de aço


Sean Connery depois da batalha
Esquenta seus pés gelados nos meus
E me cobre com estrelas e nuvens
Enquanto me rasga dentro a mostrar
O quanto dói - em delícia – amar!
E amar Sean Connery dói bem mais.

À sombra de um rio
Bárbara Lia
21 gramas / 2010
capa - desenho do poeta Felipe Stefani
(ponte belga - Morretes)
 
 
 
 
21 Gramas é meu projeto de livros artesanais, breve novidades. Sigo a tecer com fios e palavras.
notícias dos livros no link abaixo:
http://edicoes21gramas.blogspot.com/