Friday, March 07, 2014

Mulheres - Mujeres - Women - Femmes - V

 Para homenagear as mulheres vou deixar aqui a imagem de três lindas mulheres e melhores amigas. Representam toda e qualquer mulher. Minha mãe que tem um nome diferente - Patrocínia - nasceu  em 1922 e viveu até 1991. Minhas filhas Paula (1982) e Tahiana (1983). Com elas aprendi tanto e por acompanharem do meu primeiro ao atual sorriso, bem como a primeira e a mais recente lágrima, devo dizer que apenas elas conhecem a real Bárbara Lia. Amo ser Mulher. Espero que cada mulher ame ser também, pois isto traz um escudo que nada ultrapassa: nem a violência e nem o ultraje.  Abraçar a essência, aceitar as características, conhecer-se. Sei que muito será dito no dia da Mulher. Tentei mostrar rostos de mulheres que ajudaram-me a conhecer mais o meu próprio ser e as decisões desta vida estranha vida. Nasci em 1955, sempre olhei as pessoas em uma reta traçada sem imaginar que pode existir alguém que se acredite mais que o outro. Em alguns dias sinto-me uma ET vivendo em um planeta ao qual não pertenço, e só me integro com a Natureza... Em outros encontro em alguém ou em várias pessoas uma conexão terna e suave e penso que era este o pensamento do Universo, que as pessoas se conectassem internamente... Eu disse que amo ser Mulher. Sim, sempre amei. Gosto desta fraqueza corporal e desta força espiritual.
Gosto do traçado da minha vida. As inacreditáveis guinadas, os amores sublimes, a poesia. Nada que eu pudesse pensar na aurora da vida equivalia a esta vida minha. A vida é bela? A minha foi e por saber de tantas maltratadas, massacradas, estupradas e vendidas... Não comemoro. Amo ser Mulher, sim, eu  amo, mas, falta muito para comemorar o Dia das Mulheres com total alegria.

Patrocínia

Paula
                                                                                                                                                                                                Tahiana com Arthur