Sunday, May 08, 2016

mãe

 Minha mãe Patrocínia com minha filha Paula
Minha mãe com minha filha Tahiana
Tahiana com meu neto Arthur ao colo, eu, Paula e Thomas, no
lançamento de Paraísos de Pedra (Penalux) - Minha família!




Desde menina sonhava ser mãe e escritora. Aqui estou, ladeada de filhos, neto e livros... Gracias a la vida que me ha dado tanto, os meus filhos: Paula, Tahiana e Thomas e o meu neto Arthur.
Há quase vinte e cinco anos sem a presença física da minha mãe... 
Nas imagens: três gerações, onde sou elo de uma corrente... Minha mãe (Patrocínia) com minhas filhas, eu e meus filhos, a minha filha Tahiana com meu neto (lindo!) Arthur... É a vida, é bonita, é bonita...**



***

se eu pudesse ter o presente impossível
pediria os olhos mel de minha mãe
eles me viam inteira
- um catavento topázio eclipsando o cinza.
sem o mel
que me cobria...um dia sou cinza
em outros, catavento.
e entre eclipses sazonais:
topázio.
Bárbara Lia in A última chuva (2007)
.

**


O que me pertence
.
O que é maior que eu
faz parte de mim.
A chuva cabe no mar,
a areia no deserto.
Sempre foi assim.
O que é maior que eu
abraço feito fosse Deus.
As coisas pequenas vazam.
Choro por elas, uma noite talvez.
No outro dia
sol clareia a alma.
Descubro o que é meu
para sempre. Os sonhos, as lembranças.
Nossos passos calmos na areia.
O riso dos meus filhos, isto me pertence.
Bárbara Lia