Tuesday, January 10, 2006

a última chuva



Sepultei dois mortos na última primavera,
Cavei minimamente suas covas brancas,
Envolvi em lençóis de linho, com óleos almiscarados.
Jamais voltarei aos seus túmulos.
Eles, que não se sabem mortos,
Passeiam por paraísos com queixas
De anis


Bárbara Lia

A Última Chuva