Thursday, January 05, 2006

da herança






Meu pai dizia que ela era forte,
e era fiel ao seu amor.
Bárbara Bela – de Alvarenga.
A conjurada. A louca.


Sou guerreira – este é o nome.
Estigma na alma,
a vida uma batalha,
amores degredados.


Nome marcando
passos, destino, travessia.
Quem dera ser Beatriz.


A moça bela canção do Chico,
A musa de Dante.
Uma mulher feliz!
.

- BÁRBARA LIA -