Sunday, April 30, 2006

À MEIA-NOITE CHORAREI




















ILUSTRAÇÃO
- HOPE -
ROGÉRIO TERUZ
.

À MEIA-NOITE CHORAREI

À meia-noite, de novo, chorarei.
Por que sou poeta,
chorarei.
No sonho verei velhos amores,
pensarei no infinito finito,
e seguirei.
Vez por outra lembrarei
a voz do irmão caçula:
Esta estrela de Davi
na palma esquerda
significa - protegida pelos céus.

Eu não sou mesmo uma folha perdida,
nem fera ferida,
nem livro esquecido na estante.
Sou uma maluca elegante
que bebe a vida bebe a vida bebe a vida...
E segue sede gritante gritante gritante
mochila gasta atrelada às costas,
poesia minha bagagem,
sendo apenas compreendida
pelos que fazem a mesma viagem.

BÁRBARA LIA