Thursday, September 07, 2006

poema de beirute



Bárbara Lia - Diwan - 04.09.06


fragmento de - Poema de Beirute - de Mahmoud Darwich, o poeta que escolhi para a leitura na noite de poesia e música árabe, bem como leitura de um pequeno fragmento de Relato de um certo oriente, de Milton Hatoun. Michel Sleiman esteve duas vezes no palco, depois da leitura do alcorão em árabe, pelo Prof. Milani, ele leu traduções poéticas suas do alcorão e encerrou com a poesia de Adonis, após a elegia lida pelo sheik.


...Beirute, leito de ruínas
primeiro beijo. Elogio de eucaliptos. Cobertor de mar e mortos
teto sobre estrelas e tendas
poema da pedra. Colisão de andorinhas no peito
céu viúvo pensativo sentado sobre um rochedo
sonora flor, Beirute. Voz de demarcação entre a vítima e a clava
criança que inverteu toda as tábuas das leis
todos os espelhos
e que depois, adormeceu.


Mahmoud Darwich