Tuesday, October 31, 2006

JORNADA DA ALMA













JORNADA DA ALMA
Ian Glen (Dr. Carl Gustav Jung)
Emilia Fox (Sabina Spielrein)


.
.
.
.
.
.
.



.
.
- Sabina Spielrein


JORNADA DA ALMA - O filme narra a vida de Sabina Spielrein, uma jovem histérica que Carl Jung conheceu e com quem utilizou pela primeira vez os ensinamentos recebidos de Freud. Carl Jung tornou-se amante de Sabina, curou-a, não há como ter certeza se foi pela ciência ou foi pelo amor. Por Jung ser um homem casado, a relação não prospera. Depois, ela própria torna-se psicóloga. Em uma cena Jung entrega à garota uma pedra, ele diz que a pedra significa sua alma, ele a faz guardiã de sua alma. A história real de Sabina aponta para uma mulher, mesmo na fase aguda da doença, com uma sabedoria nata, com uma inteligência e força que seduziu o médico e contribuiu para um amor de ternura rasgada. Tornou-se uma das primeiras mulheres na Sociedade Psicanalítica de Viena e trabalhou como psicanalista e analista de crianças. Seu trabalho científico estava publicado, mas esquecido. Em 1977, uma caixa foi achada no subsolo do Palais Wilson em Genebra, contendo partes de um diário, cartas e outros escritos que Sabina Spielrein deixou para trás, quando ela retornou à Rússia , em 1923. Estes registros lançaram uma luz diferente na história da psicanálise. Na sua correspondência com Freud e com Jung, sua influência sobre as duas figuras principais do movimento psicanalítico de então se torna evidente. De volta à Rússia, Sabina criou a Creche Branca, primeira do país a utilizar psicanálise.
.

No início do filme algumas palavras do diário, eu transformei em poesia, pois é pura poesia.

Para minha mãe
deixo as notas de
tumbalalaika
minha canção favorita
não deixo nada para meu pai.
O que pode crescer
sem a chuva?
o que pode arder por anos a fio?
pedras crescem sem chuva
mas somente o amor pode
arder por anos a fio
- diário de Sabina Spielrein-