Tuesday, August 21, 2007

MENINOS DO RIO

.
Pega a poesia das estrelas e guarda,
remenda, junta e forma outra estrela possível.
(o meio-dia possui estrelas que até a noite desconhece).


***

VAGA-LUME

Narciso de estrelas,

todo poeta é um vaga-lume,

anda por becos, lugares escuros

profeta de meias verdades,

vira-lata e violino ao mesmo tempo,

todo poeta tem um veneno de veludo (azul).

Vagabundo (iluminado)

beatnik, percorrendo tribos,

o poeta não é de tribo nenhuma,

o poeta é viaduto,

túnel, sombra, sonho,

narciso de estrelas,

noturno,

nostálgico,

urbano.



AUGUSTO DE GUIMARAENS CAVALCANTI

-Poemas para se ler ao meio-dia
7 Letras - 2006

***

Talvez

o tempo

decantando o movimento

separe dentro com os mesmos dedos

a queda

do que ainda cai

Providência e precaução

que não livram no entanto

teu percurso

do invisível resumo desse chão

LEONARDO GANDOLFI

- no entanto d'água

- coleção guizos

7 letras - 2006