Sunday, February 17, 2008

MARCELO ARIEL

CARTA PARA A MORTE

Imagino Camões, a vala onde o morto estava;
O quarto onde encontraram o cadáver de João Antônio;
O sapato que Antonin Artaud segurava;
No paletó de Garcia Lorca a flor intacta;
A cama molhada de suor do último sono de Caio F.;
O prato vazio que caiu das mãos de Óssip Mandelstam;
Os círculos na água provocados pelo corpo de Paul
Celan...

Devo parabenizá-la por estes momentos de uma estilística
sempre surpreendente,
somente às vezes ofuscada pelos lampejos precários desta
luz fraca que caminha nas capas...

ME ENTERREM COM A MINHA AR15 -
MARCELO ARIEL - Santos (SP)

- Dulcinéia Catadora 2007 -

dulcineiacatadora@gmail.com
sobre a ed. dulcinéia catadora:
http://www.meiotom.art.br/evelitedulci.htm


O Douglas Diegues me enviou há muito tempo - Uma flor na solapa da miséria - da Eloisa Cartonera, da Argentina. Agora o Marcelo Ariel enviou o livro dele, prosa poética, poesia, diálogos, em resumo, uma tempestade lírica. Um lançamento da versão brasileira da ed. Eloisa Cartonera. Muitos títulos e autores ótimos. Até Manoel de Barros (Auto-retrato aos 90 anos) e o curitibano Wilson Bueno (Chuvosos)... Muito mais que livros! Hora de ligar as antenas no canal futura, que anuncia para março a biografia de Manoel de Barros...