Tuesday, April 29, 2008

Manos cortadas (Federico Garcia Lorca)

Colores rubras me perseguem
Sangue de Lorca e Dali
Colores amarelas sangram girassóis
Van Gogh sem estrelas
Azul lâmina de Picasso
Corta em frio aço o meu viver
Gargalhadas sádicas ecoam
- Harpias no meu jardim -
Dentro de mim um céu:
Tua voz a cantar
- Andorinha, farinha, pão –
Alimento e libertação.

BÁRBARA LIA