Thursday, April 23, 2009

CLOUD COLD


.
.

Ardor louco em mim aguerrido
E o pranto triste derramado
Nosso incêndio alastrado
Em rio de abandono convertido

Busquei-te nas auroras escondido
Todos os nós do meu peito desatado
Deste amor que me manteve aprisionado
No gelo – da ausência – derretido

Se me abraçasses longamente
Em silêncio esquecesses a porfia
Preferistes ser prudente

Amor negado se transforma em tirania
Como quando o sol em manhã ardente
Permitiu que lhe nublasse a nuvem fria

Bárbara Lia
2002/
- Para lembrar o dia de Shakespeare uma poesia trágica e antiga - 23 de abril - dia de nascimento e morte de Shakespeare - como um ciclo perfeito a vida do dramaturgo, que por duas vezes escapou da peste negra... nada ao acaso, estas vidas poupadas no berço são sempre as que erguem as catedrais magníficas, impressionou saber que ele foi o único bebê a ficar livre da peste quando nasceu, nenhum sobreviveu ao redor, e ele ficou livre para escrever suas peças e poemas e seguir em caravanas pela Inglaterra - o Teatro - sua marca em eternidade: Ser ou não ser.