Sunday, July 05, 2009

Morri pela Beleza

Emily Dickinson

Morri pela Beleza – e em minha Cova
Eu não me sentia a gosto
Quando Alguém que morreu pela Verdade
A Cova ao lado chegou –

Ele indagou gentil por que eu viera –
E eu disse – “Pela Beleza” –
“Eu vim pela Verdade – a Mesma Coisa –
Somos irmãos” – respondeu –

E quais Parentes juntos numa Noite
Conversamos nos Jazigos –
Até que o Musgo nos chegou aos lábios
E nossos nomes cobriu –

Fonte: Dickinson, E. 2006. Alguns poemas. SP, Iluminuras. Versão deste poema foi originalmente publicada em 1890.