Friday, July 03, 2009

estante #22


página 44:

Sinto falta de Rimbaud. Parece que vou perder um amigo. Ele anda sumido. Baudelaire nunca foi de muito papo. Acho que realmente sou Charles Laughtom, Corcunda de Notre Dame.
Nunca soube quando está por perto.
Os astros estão lá em cima, Baudelaire.
Eles já se foram.
Espero que, quando ocorrer o Big-bang, uma nave espacial cheia de terráqueos seja expelida no espaço sideral, levando ao menos um quadro de Van Gogh.
Ele mascou sua orelha até o fim dos dias. Comeu o pão que o cujo amassou. Nasceu pra ser selvagem e herói.
Do branco ao negro. Vamos ser verossímil.
O que cada um inventa é uma fantasia de Carnaval. A fantasia pode ser melhor ou pior. Em alguns casos, pode até ser nefasta. Pior do que louco é ser uma pessoa nefasta. Nefasto e louco só o Temível Louco. Será que fui eu quem matou Temível?
Quero ser promovido à alucinação de alguém, por favor!
Voar de helicóptero. Vou ser piloto, pai. Por delicadeza, perdi minha vida.
Rodrigo de Souza Leão
todos os cachorros são azuis
7 Letras.

Livro incluido entre os cinquenta selecionados para a fase final - Premio Portugal Telecom
http://www.premioportugaltelecom.com.br/2009/