Sunday, October 10, 2010

o adeus em um olhar

CLAUDIO HENRIQUE FRANCO BETTEGA (1971/2010) - Poeta e Ator
O Cláudio no Wonka Bar - ele havia machucado o pé naquele maio, o ano 2008.


No final de setembro eu me despedi do Cláudio. Em um lugar chamado Parangolé, no lançamento do livro do Adriano Smaniotto. O bar estava lotado, tão lotado que não pude atender ao apelo do meu coração visionário - vá dizer oi. A maré humana do vai e vem da entrada não permitiu. Ele me sorriu e eu sorri. Um sorriso que guardo com cuidado precioso. Não sabia que era despedida e adeus. Um sorriso de adeus. Hoje acessei o Twitter e havia esta homenagem no Twitter da Luciana Mallon... li e reli e acessei a página com a poesia/homenagem e o silêncio do domingo de sol é todo estranhamento. Cada qual tem o seu momento e Cláudio acumulou momentos de ternura suficientes pra viver mergulhado nela eternamente.


Adeus a Claúdio Bettega


Cláudio Bettega foi um bom ator...
Com alma letrada de escritor!
Ele, também, foi publicitário...
Com seu jeito extraordinário!

Com os seus cabelos dourados,
Olhares inocentes e devotados...
Ele parecia um anjo barroco,
Um santo real e nada oco!

Seu espírito era veloz e ágil...
Porém seu coração era frágil!
Numa fresca noite de primavera...
Ele foi chamado para a nova era!

Ele recebeu o chamado para o céu...
Para tocar lira e declamar poesias...
Perto de Deus, longe do mundo cruel...
Nas nuvens onde há mil harmonias!

Cláudio apareceu no teatro em várias cenas...
Busca era o nome do seu livro de poemas!
Hoje ele conseguiu a vida eterna...
Numa poesia doce e fraterna!

Suas asas irão me acolher...
Quando eu desencarnar...
Num divino alvorecer...
No brilho leve do luar.



Luciana do Rocio Mallon