Wednesday, February 02, 2011

Chopin, segundo meu amigo Wilson

Chopin mergulhava no Inferno para encontrar o Paraíso;
Na Vertigem executava a Alma, a libertando através da Música.
N`Ele concentrava-se o Cristo recrucificado da Europa
a perdoar os flagelos polimorfos dos grandes Impérios.
O gênio incontido no cristal de sua existência
era embalado por Sand em meio a todas as cortes e silêncios.
Carregava correntes de luz que não o impedia de voar.
Voava até o Sol e cego balbuciava seus pesadelos
entre os tesouros produzidos por seus dedos.
A Polônia dilacerada e eterna vivia N`Ele.
Apesar dos doutores Caruncho e Fernandez o apontarem como mero
doente epilético.
Wilson Roberto Nogueira
raptado do site Poeteias


...



... 
Chopin foi minha trilha sonora em 2010, enquanto escrevia um livro, que espero lançar breve...