Thursday, March 31, 2011

Frei Betto & Marcelo Gleiser




Cada livro que o Betto lança ele me envia com uma carinhosa dedicatória - Belas surpresas! 
Nossa correspondência esparsa é feita de recados e de cartões trocados e não sei qual o projeto ao qual ele se dedica e quando menos espero cai um livro diante de mim e me surpreendo com estes presentes raros chegando sem aviso. Quando ele leu minha - Ode ao Silêncio - confessou seu desejo de escrever um romance sobre o silêncio. Nossas trocas esparsas por conta de nossas vidas não impede que a cada livro meu e do Betto o correio aporte e traga aquela alegria antiga, método poético, correspondência.  Minha vida de poeta/avó/mulher é muito louca, não tão atarefada e plena de viagens e encontros como a do Betto. Bem mais de uma década daquela  manhã que enviei uma carta ao Betto, começo a me acostumar a chamá-lo apenas Betto. E ontem fiquei realmente feliz quando recebi este livro. Passei o dia tentando devorar 334 páginas em um relance. Não consegui.  O livro exige tempo e o belo silêncio, para mergulhar pensamentos e estrelas. O tema é profundo e os que se sentaram em um lugar em Teresópolis para este debate carregam uma carga de conhecimento que merece o carinho de fonte da Vida -  beber lentamente. Água da Fonte, a mais pura Fonte. Fascinada com Marcelo Gleiser, por não conhecer tanto a sua trajetória pessoal. Fascinada por amar as Estrelas com loucura. Fascinada com este debate entre Fé e Ciência. Os dois vão de Adão e Eva ( início da vida humana na Terra ) ao longinquo instante em que a Via Láctea vai colidir com Andrômeda. Uma viagem pela Infância de um Frei Dominicano Escritor e um Físico Brasileiro Agnóstico. A presença da fé judaica na vida de Marcelo Gleiser. A vida de Frei Betto permeada de luta. A conversa com Waldemar Falcão - Músico, Astrólogo e Escritor. Publicação da Editora Agir.

"Hoje no insconsciente coletivo há um antagonismo entre ciência e religião. Isso porque se supõe que a religião é o reino do dogma, da certeza absoluta, e a ciência, o reino da dúvida, da incerteza absoluta ( como fator positivo ). Ora, que a ciência seja o reino da dúvida ninguém pode questionar; todo cientista é alguém que -- para usar uma expressão da moda -- quer conhecer a mente de Deus." FREI BETTO

"Quando você acredita num Criador que é onipotente e onipresente, para penetrar na Sua mente, você tem que transcender sua dimensão humana. Isso pode ser tanto através da fé, ou até mesmo da ciência, se o cientista acredita nessa metáfora que quanto mais a gente entende o mundo, mais a gente entende a mente de Deus. No fundo, ambas, a fé e a ciência, estão servindo como um veículo de transcendência da condição humana, de ir além, de explorar uma dimensão desconhecida." MARCELO GLEISER