Wednesday, February 01, 2012

Melancholia II


melancholia (lars von trier)




esta tristeza vaga profunda e permanente
esta música persistente - Nona Sinfonia
rasga meu coração ouço acre odor podre
do teu adeus lavo-me com bucha vegetal
sabonete de lavanda para espantar a fria
carnadura de dor das minhas entranhas
anseio ir viver em um antro de gueixas
onde um velho cultua uma espada fria
para transpassar tua alma – cimabaixo –
e nadar nas águas tuas de dentro – nua -
o meu canto é negro, denso e triste, nada
vai alterar esta caótica visagem – esfuma
a cada giro das asas do temível beija-flor

Bárbara Lia
2011