Sunday, March 31, 2013

Primavera atemporal com Samuel


The Pillow Book by Peter Grennaway




E como explicar o desejo?
A flor que se abre – à revelia-
Sôfrega, desvairada, atônita
Tudo se reparte
Em crisálidas mirabolantes
Parindo estrelas adormecidas
Aos borbotões


Bárbara Lia





SEGREDOS DE BEM-TE-VI



Tu - raiz - incendiando os labirintos da flor
A canção o grito o silêncio os passos a dor
Pisando nuvens e atirando palavras febris
Bilhetes sépia pelas frestas, gestos sutis


Casa de fogo, asas de cera, seda e estrela
Versos ao vento de um lugar - nadie os busca
As paredes espelhadas de som, água e vela
Bilhetes flanando plenos de amor que ofusca


O bem-te-vi saúda a cada nova manhã
Gritos de desejo lacrados atrás da porta
Versos memórias peles com febre terçã           


A gritar a saudade louca desfraldada
Bem-te-vi a espiar pela janela torta:
O beijo do homem de sol e da mulher alada

Bárbara Lia



***




Éramos Eros: Cio miraculoso uníssono
Éramos Eros: Como respirar mesmo ar

In Até secar o Sol (2012)




----






As palavras rolavam na grama e molhavam o chão com o desejo enrustido
As palavras eu as colhia e depositava entre as coxas - O fogo adiado

Bárbara Lia 


---






Hoje à noite eu o amo pelo modo adorável como ele me deu a Terra.

Anaïs Nin




Gregory Peck - Ingrid Bergman







SÉPIA


Minha luxúria é sépia
Habita estúdios de 1930
Estouro de purpurina
A cada flash do tesão
                                              
Minha luxúria - Polaróide antiga
Imprime postais esmaecidos
Sorrisos em conta-gotas

Minha luxúria lacrou
O livro do amor
- utopia dos desgarrados –

(Adeus suspiros de Monalisa
Carícias de carpideira
Despedidas na soleira)

Minha luxúria é parto à revelia
Quando chegas com fórceps
Quando chegas com toques
Quando tocas meu clitóris
Quando roças meus mamilos

Quando afogas o amor
No mar dos improváveis
E ressuscitas o desejo

Retirando-me das entranhas de Eros
Pra me batizar com teu sêmen
Abençoado sêmen
Amém

Bárbara Lia
até secar o sol - 21 gramas







Humprey Bogart - Ingrid Bergman