Saturday, April 06, 2013

The Girl



Sonhei que aos vinte anos me envolvi com  Hitchcock e que ele me presenteou com uma espécie de talismã que eu levava comigo. No sonho encontrei uma garota morena que insistia em dizer que era ela o grande caso de amor de Hitch. Olha só a confusão por conta do filme - The Girl - que assisti semana passada. Na conversa com a fictícia morena ela estava determinada a seguir como - a garota de Hitchcock- então dei a ela o meu talismã, amuleto, presente... Hoje acordei com o sonho ainda quente entre as mãos... E ficou tudo por isto mesmo.
Fiquei realmente impressionada com o filme, baseado no livro “Fascinado pela Beleza”, de Donald Spoto, “The Girl” conta uma história conhecida: a obsessão do diretor inglês por Tippi Hedren, protagonista de “Os Passáros” (1963). Toby Jones é um grande ator. Ele consegue fazer com que a gente deteste Hitchcock. Não creio em tudo que vejo, mas, creio na chateação que é ter alguém te assediando quando você não retribui tanto desejo. Em algum momento uma pena sublime do diretor vai nascendo dentro da gente e então ele faz algo que dá vontade de dar um tabefe naquele rosto eterno. Em todo caso, Hitch é incontestável e genial e eterno, apesar da garota. As cenas duras só de olhar (imagine interpretar) ficaram assombrando por um tempo. Certamente hoje nenhuma atriz faria o que ela fez, encarar pássaros ferozes ao vivo e a cores. Era uma maluca também a Tippi, ela aceitava tudo nas filmagem e se rebelava contra as investidas de Hitch. Muitos diretores e suas atrizes com suas histórias encarceradas em caixas de Pandora, quiçá. Deve existir uma química, um enlace, deve ser como um encontro mais explosivo que os de cama, tanto que alguns vão mesmo para a cama como a Kristen Stewart há pouco tempo. Hitchcock apaixonou-se e cedeu à  humanidade, aos gritos de dentro. Isto não deixa de ser poético. Talvez o limite de tudo, o limiar do risco que ele colocou nos filmes, ele queria para a sua vida. Ele descobriu que não podia tudo. Ninguém pode. Lembro que uma jovem escritora disse-me uma noite em um café: Você é a Bárbara Lia, você pode tudo. Aquilo me assustou muito. Ninguém está acima do bem e do mal, Nem Hitchcock, muito menos eu.

"as loiras são as melhores vítimas"

* The Girl, produção HBO, com Toby Jones e Siena Miller.