Wednesday, February 25, 2015

+ um poema antigo

Blue-Ash Man

Blue-ash man passava dias sob o sol colhendo hortelã & anis
E noites lecionando inglês para meninas apaixonadas
Olhar azul escuro bordado de luar pele canela com gosto de pecado
Blue-ash man deve estar velho alquebrado e triste
Não mais o corpo Adônis colado ao meu ao ritmo de My Mistake
Em varandas chorando verde de samambaias e esperanças
- Na semana toda eu levava aquele aroma curativo que transmigrava
da pele dele para a minha -
Blue-ash man perfumado de calmante. Lábios de cuba-libre
- Dois corações errados e dois corpos tão certos –
Dançando ao ritmo de Pholhas:
“I am paying for my mistake”