Sunday, June 28, 2015

Era uma vez...





Era uma vez... O homem
Quanto mais horizonte
Maior dor e servidão
Cada estrela que nasce
Uma muralha no chão
Diante de raras telas
A negar pentimentos
Olhar primário e tosco
Sem deslumbramento

Era uma vez... O homem
Milênios descartados
A ouvir qualquer "profeta" da laia
Deste Silas Malafaia

Era uma vez... O homem
Afogado no limbo pequeno
Bebendo auroras descartadas
Tendo ao alcance dos dedos
O maravilhoso mundo inacabado

Bárbara Lia​