Sunday, July 29, 2018

Querida Hilda #5



Querida Hilda,

Bem longe das polêmicas e dos eventos eu vou levar tua voz flanando na canção (I'll nver know);

"Você nunca saberá o quanto eu sinto sua falta
Você nunca saberá o quanto eu me importo ..."

Toda ternura escondida além da cortina do escárnio. Se é possível sentir saudade de quem nunca dividiu a vida contigo, esta saudade eu sinto de você.
A obscena senhora. 
A insondável senhora.
Ao te ver cantar lembrei que amava cantar quando era menina, amava cantar diante do espelho quando era menina-moça, penso que minha personagem Lynx em Constelação de Ossos é o meu lado cantora, o meu lado que vive mergulhado na música desde sempre. Como se fosse meu combustível. Cada tempo da minha vida, cada amante, cada instante, para cada um existe uma trilha sonora, que evocam estas canções, como esta que pudemos ver/ouvir hoje na Flip. Vou ver o filme para te ver cantar. Vou esquecer que com o tempo ficou difícil dançar, mas posso cantar, sim eu posso...