Friday, March 02, 2007

DIÁFANA


.
.





O som do oboé abafa
a melodia da caixa de música.
Cristal filtra o raio lilás
do sol que adormece.

Bicicleta atirada na calçada,
velhinho com olho antigo
no horizonte.

Abraço a vida, quando o dia acaba,
refrescante e calma...

Cerro cortinas diáfanas,
beijo tua foto desejando beijar tua alma.



BÁRBARA LIA
(O sal das rosas, 2.007
Lumme Editor)