Sunday, September 23, 2007

'AS PONTES DE MADISON'










.
.



.
.



Fátuos amores persistem
na rotina fosca.
Eternos amores diluem-se em
........Cenas
........Poemas
........Sangue-açucena.
(Estrelas agregadas
à constelação
invisível)
.......Acima da cartografia
.......celeste,
.......cada amor postergado — uma estrela.
.......Via-Láctea invisível que nutre Deus.
Francesca!
Tua cena;
minha cena.
Um éden secreto
plantado
ao lado de uma ponte...
.......((belgas, romanas
.......suspensas
.......ou cobertas
.......como tua Roseman Bridge)
Beija-flores à flor da pele
bicando dentro
a orquídea de fogo
que se hospeda
após as horas mornas
breveternas.
.......Francesca!
.......Tua sina;
.......minha sina.
.......O infinito que cabe
.......Em um dia ou dois,
.......três ou quatro...
E a vida inteira a beber
as águas da estação do amor.
Até tornar-se pó e diluir-se
acima das águas onde imperam
pontes de leveza rústica e bela —
Velha Iwoa e suas pontes de Madison...

BÁRBARA LIA
Meryl Streep (Francesca)
Clint Eastwood (Robert)
- cena do filme - As Pontes de Madison