Wednesday, May 13, 2009

Um café com John Fante. Uma tarde com O amante


The Other Man - Antonio Banderas - Liam Neeson
.
.
Na edição deste mês do Jornal Rascunho (109) Adriana Lisboa em sua coluna - Por aí - aguça nossa curiosidade e o desejo de ler - 1933 foi um ano ruim (John Fante). Anos atrás após a leitura de - Espere a primavera Bandini - fiquei com aquele gosto de - quero mais - melhor ter lido na ordem inversa. Primeiro Espere a primavera... Depois, Pergunte ao pó. Márcio Claudino, por uma dessas sincronias poéticas, leu o livro no mesmo mês e chegou um tanto estranho para nosso café com John Fante, pois ele até já adotara o refrão - Espere a primavera Bandini. Agora vamos atrás deste novo livro que Adriana Lisboa cita em sua coluna cujo título é - Um café com John Fante. O detalhe - Adriana estava lendo o livro em um café, em companhia de seu filho, em Boulder. Cenário de 1933 foi um ano ruim. Nesta mesma edição do Jornal Rascunho Luiz Paulo Faccioli escreve sobre - O leitor - de Bernard Schlink. Um autor que está a me chamar com seus livros e cuja obra é representada em filmes sem perder muito quando o livro é adaptado e transformado em roteiro cinematográfico. Quando vi - Pergunte ao pó - decididamente fiquei decepcionada com o filme. Colin Farrell tem as feições do rosto imutáveis. É estranho assistir a um filme onde o ator não muda sua expressão e isto acontece em - Pergunte ao Pó. Acontece com o épico Alexandre. O filme não se aproxima em intensidade e não corresponde à narrativa de Fante. O que me preocupa é a renitente imagem de Salma Hayek na pele das minhas personagens essenciais em realidade e ficção - Frida Kahlo, Camila Lopez - Preciso tomar cuidado para não sair com uma frase mais ou menos assim - Quero ser Salma Hayek. Cá entre nós - quero ser Bárbara Lia mesmo. O texto de Faccioli no Jornal Rascunho - A estranha potência das palavras - tem como foco o livro - O leitor - mas, descobri que o outro livro de Bernard Schlink - O outro - foi traduzido e lançado pela Record.
Dois livros na agenda para leituras futuras.
Uma tarde na locadora pousei o olhar displicente em um lançamento e li o nome de Bernard Schlink - O filme - O amante com Liam Neeson, Laura Linney e Antonio Banderas - The Other Man - Roteiro e Direção de Richard Eyre - Tal qual em - O Leitor - existe um ponto de mutação onde tudo se descontrói como é, cria-se um novo cenário através de eventos, acontecimentos. Li uma crítica em um site de cinema e sempre me surpreendo com a discrepância que há entre minha opinião e a maioria das opiniões. Alguns filmes que não me tocam são alardeados, outros que me prendem e me surpreendem são detonados... É um filme bem mais potente que tantos que vi, mas, como é mesmo a palavra que traz esta potência - melhor ler o livro.
.
.
- Para quem não tem acesso ao Jornal Rascunho impresso... a edição de maio jo jornal ainda não está online, breve estará para conferir as matérias citadas, e outras da edição 109.