Friday, December 03, 2010

O Rasurado Azul de Paris




quando ele corria
pelos telhados de ardósia
as pombas arrulhavam
em ventania
seu casaco - vela sacudida
estremecia
a maré da monotonia