Friday, June 17, 2011

O VELHO TEMA II

Esfarrapado e imundo
dei de cara com ele, enfim,
- mendigo extraviado
que implora pra ser notado.

Eis o amor:
despejado
humilhado


não vive em estrelas
nem mar profundo
nem no limite do mundo


está sempre no meio do caminho
pedra poema
estirado
um cão sublime à espera
de um dono franciscano
que o acolha
com todas as chagas
e enganos.

Bárbara Lia
Fragmento da poesia - Sonhos em preto e branco