Thursday, February 28, 2013

O Verão das Musas #1 - Marina Abramovic






O verão das musas substitui  o meu abortado verão poético. Algumas Mulheres que se destacaram diante dos meus olhos. Mulheres que admiro. Este é o nosso verão. 

Mulher
Musa
Artista

Dia 08 de Março é o - dia da mulher. Quando eu era menina achava essencial e admirava e acreditava que deveria fazer o possível para ser alguém que deixa uma marca no mundo. Era muito estranho aquilo, pois eu era uma menina pobre, filha de uma descendente de índios, vivendo em uma cidade muito pequena. Quando completei um ano fui atingida pelo vírus da poliomielite. A pequena sequela alterou rotas. Criou uma pensadora. Talvez eu me tornasse alguém introspectiva da mesma forma, isto eu não sei. O que tenho certeza é que sai de um nível de escuridão, caminho nenhum diante de mim, para construir uma vida na qual me tornei exatamente o que eu queria ser. Voltando ao meu desejo de ser alguém capaz de ajudar o mundo ao redor. Eu lia, abismada, biografias de pessoas como Madre Tereza de Calcutá, Gandhi, etc. Muito forte batia em mim o vento da universalidade. Aquelas pessoas que viviam com o ideal de tornar o mundo melhor. Sempre pensei em ser escritora. Apesar de ouvir muita poesia em casa, apesar de ser puxada para isto, eu não via, ainda, os escritores como homens e mulheres capazes de alterar o mundo. Demorei a perceber que é o pensamento que move o mundo. Que a cada ação humana existe um comando que é via pensamento/palavra. Quando percebi que a minha vocação tinha tentáculos na via humanitária, eu já estava enfronhada em um caminho do qual demorei décadas para sair, pois aos dezoito anos fui aprovada em um concurso e desviei minha vida para a inócua burocracia. Agora, Poesia é a via. Ela é a minha - estrela guia - através dela eu posso dizer do mundo, navegar no mundo, pulsar em outros corpos e corações. Através dela eu me transformei em algo que nunca ansiei - Uma artista. Por isto, acho essencial começar o nosso pequeno roteiro das - mulheres que eu admiro - com Marina Abramovic. Precisava encontrar Marina neste momento. Saber que estou no caminho certo. Que, ainda que tudo aponte para muitos nãos que caem como portas diante de mim, tudo em mim é um SIM. E ler este manifesto é parte do desabrochar rosa de 2013. Tem a ver com fases, tem a ver com um poema, tem a ver com o fato de no primeiro dia deste ano ser puxada para fora de minha casa. O céu estava coberto de nuvens rosas. Eu estava com meu neto no dia primeiro de janeiro. Ficamos os dois olhando para o céu e eu comentei com ele e ele não esqueceu. Quando fomos para a praia, eu contei para minha filha sobre aquela experiência nossa. Era a anunciação de outro tempo, a mudança, a destruição da fase azul de Picasso - um paralelo que fiz - pois ele passou da dolorida fase azul para uma outra de telas sem dor, a fase rosa. E quando eu comentava do nosso espanto diante do céu de outra cor o Arthur,  que tem apenas três aninhos, completou - o céu tinha nuvens cor de rosa. Sim. Muita coisa na atual LITERATURA destoa deste Manifesto. Quase tudo destoa neste tempo das - celebridades. Consegui vestir quase todas as palavras de Marina. Apenas não consigo perdoar os 'inimigos' que devo considerar sejam os desafetos. Sou Poeta e Humana, santa não. Perdoe-me Dalai Lama, os deuses do Olimpo, os Orixás e Alá... Deve haver algum protocolo celeste para entender isto, e considerar a minha dificuldade em perdoar alguns desafetos. Então. Perdoo, sim, os pequenos impasses e pessoas que não usaram da crueldade nua para me alcançar e magoar, difícil é a empáfia. É você mandar um e-mail por puro engano para alguém e azedar tudo, pois alguns acreditam pateticamente que o mundo gira em torno de seus umbigos. Vamos esquecer estas coisas pequenas. É tempo de mulheres fortes, as belas, as carismáticas, as que não precisam diminuir ninguém para brilhar, aquelas que são de aço, ferro, mel, nuvem, água, eternidade.


MANIFESTO SOBRE A VIDA DO ARTISTA

MARINA ABRAMOVIC


1. a conduta de vida do artista:

- o artista nunca deve mentir a si próprio ou aos outros- o artista não deve roubar ideias de outros artistas
- os artistas não devem comprometer o seu próprio nome ou comprometer-se com o mercado de arte
- o artista não deve matar outros seres humanos
- os artistas não se devem transformar em ídolos
- os artistas não se devem transformar em ídolos
- os artistas não se devem transformar em ídolos


2. a relação entre o artista e sua vida amorosa:

- o artista deve evitar apaixonar-se por outro artista
- o artista deve evitar apaixonar-se por outro artista
- o artista deve evitar apaixonar-se por outro artista


3. a relação entre o artista e o erotismo:

- o artista deve ter uma visão erótica do mundo
- o artista deve ter erotismo
- o artista deve ter erotismo
- o artista deve ter erotismo


4. a relação entre o artista e o sofrimento:

- o artista deve sofrer
- o sofrimento cria as melhores obras
- o sofrimento traz transformação
- o sofrimento leva o artista a transcender seu espírito
- o sofrimento leva o artista a transcender seu espírito
- o sofrimento leva o artista a transcender seu espírito


5. a relação entre o artista e a depressão:

- o artista nunca deve estar deprimido
- a depressão é uma doença e deve ser curada
- a depressão não é produtiva para os artistas
- a depressão não é produtiva para os artistas
- a depressão não é produtiva para os artistas


6. a relação entre o artista e o suicídio:

- o suicídio é um crime contra a vida
- o artista não deve cometer suicídio
- o artista não deve cometer suicídio
- o artista não deve cometer suicídio


7. a relação entre o artista e a inspiração:

- os artistas devem procurar a inspiração no seu âmago
- Quanto mais se aprofundarem no seu âmago, mais universais serão
- o artista é um universo
- o artista é um universo
- o artista é um universo


8. a relação entre o artista e o auto-controlo:

- o artista não deve ter auto-controlo em relação à sua vida
- o artista deve ter auto-controlo total em relação à sua obra
- o artista não deve ter auto-controlo em relação à sua vida
- o artista deve ter auto-controlo total em relação à sua obra


9. a relação entre o artista e a transparência:

- o artista deve dar e receber ao mesmo tempo
- transparência significa receptividade
- transparência significa doar
- transparência significa receber
- transparência significa receptividade
- transparência significa doar
- transparência significa receber
- transparência significa receptividade
- transparência significa doar
- transparência significa receber


10. a relação entre o artista e os símbolos:

- o artista cria os seus próprios símbolos
- os símbolos são a língua do artista
- e a língua tem que ser traduzida
- Às vezes, é difícil encontrar a chave
- Às vezes, é difícil encontrar a chave
- Às vezes, é difícil encontrar a chave


11. a relação entre o artista e o silêncio:

- o artista deve compreender o silêncio
- o artista deve criar um espaço para que o silêncio entre na sua obra
- o silêncio é como uma ilha no meio de um oceano turbulento
- o silêncio é como uma ilha no meio de um oceano turbulento
- o silêncio é como uma ilha no meio de um oceano turbulento

12. a relação entre o artista e a solidão:

- o artista deve reservar para si longos períodos de solidão
- a solidão é extremamente importante
- Longe de casa
- Longe do atelier
- Longe da família
- Longe dos amigos
- o artista deve passar longos períodos de tempo perto de cascatas
- o artista deve passar longos períodos de tempo perto de vulcões em erupção
- o artista deve passar longos períodos de tempo observando a correnteza dos rios
- o artista deve passar longos períodos de tempo contemplando a linha do horizonte onde o oceano e o céu se encontram
- o artista deve passar longos períodos de tempo admirando as estrelas no céu da noite

13. a conduta do artista em relação ao trabalho:

- o artista deve evitar ir para seu atelier todos os dias
- o artista não deve considerar o seu horário de trabalho como o de um funcionário de um banco
- o artista deve explorar a vida, e trabalhar apenas quando uma ideia se revela no sonho, ou durante o dia, como uma visão que irrompe como uma surpresa
- o artista não se deve repetir
- o artista não deve produzir em demasia
- o artista deve evitar poluir a sua própria arte
- o artista deve evitar poluir a sua própria arte
- o artista deve evitar poluir a sua própria arte

14. as posses do artista:

- os monges budistas entendem que o ideal na vida é possuir nove objectos:
1 roupão para o verão
1 roupão para o inverno
1 par de sapatos
1 pequena tigela para pedir alimentos
1 tela de protecção contra insectos
1 livro de orações
1 guarda-chuva
1 colchão para dormir
1 par de óculos se necessário
- o artista deve tomar a sua própria decisão sobre os objectos pessoais que deve ter
- o artista deve, cada vez mais, ter menos
- o artista deve, cada vez mais, ter menos
- o artista deve, cada vez mais, ter menos

15. a lista de amigos do artista:

- o artista deve ter amigos que elevem seu estado de espírito
- o artista deve ter amigos que elevem seu estado de espírito
- o artista deve ter amigos que elevem seu estado de espírito

16. os inimigos do artista:

- os inimigos são muito importantes
- o Dalai Lama afirmou que é fácil ter compaixão pelos amigos; porém, muito mais difícil ter compaixão pelos inimigos
- o artista deve aprender a perdoar
- o artista deve aprender a perdoar
- o artista deve aprender a perdoar

17. a morte e seus diferentes contextos:

- o artista deve ter consciência de sua mortalidade
- Para o artista, como viver é tão importante quanto como morrer
- o artista deve encontrar nos símbolos da sua obra os sinais dos diferentes contextos da morte
- o artista deve morrer conscientemente e sem medo
- o artista deve morrer conscientemente e sem medo
- o artista deve morrer conscientemente e sem medo

18. o funeral e seus diferentes contextos:

- o artista deve deixar instruções para seu próprio funeral, para que tudo seja feito segundo a sua vontade
- o funeral é a última obra de arte do artista antes de sua partida
- o funeral é a última obra de arte do artista antes de sua partida






Marina Abramovic nasceu em 30 de Novembro de 1946, em Belgrado, Sérvia. Marina é uma artista que iniciou sua carreira no início dos anos 1970. Em atividade há mais de três décadas, Marina se denomina como a "avó da arte da performance". O trabalho de Abramovic explora a relação entre o artista e o público, os limites do corpo e as possibilidades da mente.